O QUE É UM TOUR VIRTUAL?

O Tour virtual é um conjunto de fotografias panorâmicas que proporcionam um ambiente imersivo, ou seja, o usuário pode navegar em 360º nestes ambientes e interagir com textos, áudio, imagens tradicionais e vídeos.


A diferença da fotografia tradicional para a panorâmica 360º, é que a primeira mostra um ângulo de visão restrito, enquanto que a fotografia panorâmica 360º possibilita ao usuário visualizar todo o ambiente a sua escolha e não o ângulo de visão do fotógrafo, que pode distorcer a verdadeira percepção do ambiente.

QUAIS SÃO OS PASSOS PARA A CRIAÇÃO DO TOUR VIRTUAL?


1. CAPTAÇÃO DAS IMAGENS


A captação das imagens é feita com data e horário marcados. É importante analisar de acordo com cada tipo de ambiente se o registro fotográfico será realizado durante o dia ou à noite. Ambientes externos exigem dias ensolarados e a observação do melhor horário para serem fotografados. O tempo de captura de cada ambiente é de aproximadamente 5 minutos, desde que o ambiente esteja preparado para a fotografia.


O registro das imagens para uma fotografia panorâmica 360º é feito com um equipamento especial, é utilizado um tripé nivelado e uma base com marcação de ângulos. É importante um enquadramento adequado, a imagem panorâmica deve ser composta por no mínimo quatro fotos, sendo que os dois terços externos são usados como área de sobreposição e costura. O centro óptico da lente deve estar alinhado com o eixo de rotação do tripé.


Para mais informações, faça um curso com a equipe da Tour Virtual 360º.






2. TRATAMENTO DAS IMAGENS


Nesta segunda etapa é usado um programa específico que costura e gera a imagem esférica ou cúbica (Panoramic Stitching) e outros para o tratamento e correção das imperfeições da imagem, como o Adobe Photoshop.








As imagens panorâmicas esféricas são geradas em alta definição e poderão ser utilizadas também em impressos, como cartões postais e anúncios, aumentando e valorizando o banco de imagens da sua empresa. Estas imagens são entregues para você junto com os arquivos do site do tour virtual. Para a web o tamanho e a qualidade destas imagens são reduzidos visando uma resposta mais rápida durante o downloading.






3. DESIGN DA INTERFACE


A interface é uma das partes mais importantes de um website, pois concentra a relação visitante – sistema. O ideal é que a interface seja transparente, invisível, natural, intuitiva, prática.


Os gráficos são desenhados especialmente para cada projeto e são criados botões do menu de navegação, hotspots, mapa e tela de ajuda de acordo com a cor e o estilo da identidade visual do seu site.


Exemplo de botões do menu de navegação.



Exemplo de hotspots, que são links posicionados dentro da imagem 360º.




4. EXECUÇÃO DO TOUR VIRTUAL


Um programa específico é utilizado para montar o tour virtual, é aqui que a imagem panorâmica esférica dá a sensação de um ambiente imersivo.




5. APROVAÇÃO


O tour virtual será previamente apresentado a você, onde poderão ser feitas as alterações necessárias. Após a aprovação final será entregue um CD com todas as imagens em alta resolução, os arquivos do site do tour virtual e um arquivo .exe que permite que o tour virtual funcione sem conexão com a internet.




6. PUBLICAÇÃO E ATUALIZAÇÃO


A publicação do tour virtual em seu site é algo muito simples, o tour virtual é entregue pronto e será apenas necessário, colocar os arquivos em seu servidor e criar um link para ele em seu site. Se preferir o seu tour virtual poderá ficar hospedado em nosso servidor gratuitamente durante 2 anos.


Todo o projeto é criado com a flexibilidade de atualizações, atendendo suas necessidades.

QUAIS SÃO OS ELEMENTOS QUE COMPÕE O DESIGN DA INTERFACE?


1. Marca que identifica sua empresa.
2. Elementos gráficos e cores de acordo com a identidade visual do seu site.
3. Menu com botões personalizados para cada projeto.
4. Interatividade de navegação

COMO FUNCIONA A NAVEGAÇÃO DE UM TOUR VIRTUAL?

A navegação é feita conforme o interesse do usuário. Ao acessar o Tour Virtual, o usuário é automaticamente conduzido por uma navegação linear, onde ele pode simplesmente apreciar e ser conduzido por uma sequência de ambientes previamente gravados.


No entanto, a qualquer momento ele pode optar pela navegação não linear, utilizando para isto diferentes meios de navegação que são:






1. Ponto virtual: hotspot que carrega uma nova uma imagem panorâmica esférica e permite a visualização 360° do ambiente.

2. Mapa em 3D ou planta baixa do espaço físico, onde são inseridos hotspots, que são links para outras imagens 360º. Este mapa traz o recurso de radar que possibilita ver graficamente o ângulo e a direção de visualização da imagem fotográfica 360°.

3. Botões que avançam ou retrocedem as cenas.

4. Menu com miniaturas das imagens (thumbnails) ou lista com o nome dos ambientes.

O QUE MAIS FAZ PARTE DE UM TOUR VIRTUAL?

1. Botões para diferentes informações (multimídia)
2. Áudio – Locução trilha sonora
3. Tela de ajuda na navegação
4. Full screen ou tela cheia
5. Vídeos – Planos ou em efeito 3D




1. Ponto ou link de acesso para diferentes informações. Esses pontos são fixados na imagem panorâmica esférica e acompanham a perspectiva durante a visualização do tour virtual e podem ser utilizados para a abertura de:


a) imagens estáticas com legenda;
b) textos explicativos;
c) arquivos em PDF;
d) objetos que giram ou 3D;
e) animações em SWF.


Estes links abrem janelas pop up que podem ser ativadas simultaneamente e ficam no espaço para comparações.


2. Áudio: esta ferramenta possibilita que seja inserido um único tipo de som para todo o tour virtual, como por exemplo uma música de fundo, ou diferentes locuções para cada imagem.


3. O ícone ajuda representado pelo letra “i” ou “?” abre uma tela de ajuda com o objetivo de orientar os usuários sobre a navegação e interatividade do tour virtual.


4. Full screen ou tela cheia: o layout líquido é uma solução que promove a adaptação da diagramação à janela do browser utilizado pelo visitante. Pode adequar-se a qualquer formato de tela desde smartsphones, tablets, monitores, até TVs (plasma, LCD e LED) em alta definição com tecnologia Adobe® Flash® Player ou HTML 5.


A posição do Menu, Mapa e de outros elementos gráficos se adaptam ao tamanho da tela. A interface de interação com o usuário fica disposta nos quatro cantos da tela independente do formato ou proporção. A opção full screen projeta nos diferentes navegadores a imagem em 100% da área útil do monitor.




5. Vídeos


Há dois modos de inseri-los, no primeiro, o vídeo fica sobre a imagem fotográfica esférica e no segundo, acompanha a perspectiva da imagem esférica, neste caso específico temos duas vantagens:

a) o visitante tem a sensação do vídeo estar inserido no ambiente;
b) O som acompanha com efeito de áudio 3D e dá a sensação de estar no ambiente virtual. À medida que o vídeo se desloca o som acompanha o efeito de som estéreo, ao sair do campo de visão o som é retirado da cena.